blog

20 de junho, 2018

FESTA JUNINA: Você sabe como essa tradição surgiu?

Como surgiram as festas juninas?

Lá do Nordeste, uai. Tá certo?! Quase! Na verdade, os festejos juninos mesclam costumes dos jesuítas portugueses e dos povos indígenas aqui do Brasil, celebrando santos católicos mas mantendo a tradição de pratos com alimentos nativos. Já reparou que as comidas típicas de festa junina são quase todas à base de grãos e raízes que nossos índios cultivavam, como milho, amendoim, batata-doce e mandioca? Pois então. A festa começou assim por aqui e foi se adaptando ao passar dos anos, mas sempre mantendo as origens.

E quem são os santos homenageados?

As festas juninas homenageiam três santos católicos: Santo Antônio (no dia 13 de junho), São João Batista (dia 24) e São Pedro (dia 29). E eles inspiram várias novenas e simpatias! Acredita-se, por exemplo, que os balões levam pedidos para São João que, pelo cristianismo, foi quem batizou Jesus Cristo. Mas Santo Antônio é o mais requisitado nesse período. Afinal, é ele que tem o “poder” de arrumar casamento para a mulherada, né?

Mas não dá para dizer que a comemoração surgiu com o cristianismo. A origem dessa celebração é mais antiga que isso. No hemisfério norte, várias celebrações pagãs aconteciam durante o solstício de verão, em homenagem a deuses da plantação, da colheita, etc. Essa importante data astronômica marca o dia mais longo e a noite mais curta do ano, o que ocorre nos dias 21 ou 22 de junho no hemisfério norte. Com isso, diversos povos da Antiguidade, como os celtas e os egípcios, aproveitavam a ocasião para organizar rituais em que pediam fartura nas colheitas.

De acordo com historiadores e antropólogos, os cultos à fertilidade em junho foram reproduzidos na Europa até por volta do século 10. Como a igreja Católica não conseguia combatê-los, decidiu cristianizá-los, instituindo dias de homenagem aos três santos no mesmo mês. O curioso é que os índios que habitavam o Brasil antes da chegada dos portugueses também faziam importantes rituais durante o mês de junho. Apesar dessa época marcar o início do inverno no Hemisfério Sul, eles tinham várias celebrações ligadas à agricultura, com cantos, danças e muita comida.

E a quadrilha, veio de onde?

Aí que a mistura dessa festa fica melhor ainda! As quadrilhas têm origem francesa e são inspiradas nas danças de salão do século 17, quando os dançarinos, em parzinhos, faziam sequências coreografadas de movimentos alegres. Os nobres portugueses já conheciam esse hábito francês e trouxeram o ritual para o Brasil no século 19. Aí ele foi sendo adaptado para o que conhecemos hoje. A gente agradece! =)

E aí? Conhecia algumas dessas histórias? Agora que você já está expert em festa junina, vai ser ainda mais gostoso participar do nosso Arraiá neste fim de semana. Não esquece, hein: dias 23 e 24 de junho, no Varandão do Pátio Brasil! Com música boa, várias comidas típicas, quadrilhas organizadas e muita animação. Porque aqui a gente respeita a tradição da coisa, sô!