blog

28 de dezembro, 2016

Como cumprir as promessas que virão para 2017 – e o que prometer

Como cumprir as promessas que virão para 2017 – e o que prometer

 

O ano é sempre novo, mas algumas promessas acabam se repetindo em toda virada. Cuidar mais da saúde, juntar dinheiro, malhar, ser mais organizado, parar de fumar, perder peso, ser mais paciente… Não é que a gente esteja mentindo quando decide essas coisas. O ano até começa com um gás novo e decisões “bem decididas”. Mas aí vem o Carnaval, as contas… e as promessas meio que se perdem, né?

Aqui no Brasil, é difícil traduzir em números essa espécie de auto-engano coletivo, mas nos Estados Unidos – o país das estatísticas – o fenômeno é bem documentado. Quase metade dos americanos fazem resoluções de ano novo, mas só 8% chegam realizados a dezembro.

A psicologia da desistência já é quase uma disciplina à parte e ensina que há erros fatais, como usar o medo como motivação, focar novas rotinas no negativo e fixar objetivos de longo prazo sem etapas intermediárias nas quais os resultados serão mensurados. É como transformar beberrões sedentários em monges esportistas.

Resoluções de ano novo têm a ver com a ideia de renovação e autodesenvolvimento. Com a nossa vontade de abandonar maus hábitos, desenvolver rotinas saudáveis, ser uma versão melhor de nós mesmos no ano que vai começar. A assustadora taxa de fracasso – um terço das pessoas não mantém suas promessas nem até o fim de janeiro – é um lembrete das limitações de nossa condição humana. Um convite à humildade. Sublinha a dificuldade de criar novos hábitos, de manter a disciplina e a inutilidade de perseguir metas pouco realistas.

Mas será então que esse é um ciclo inevitável? Não dá para prometer mudanças para o novo ano que chega e cumpri-las? Dá sim! E nós pegamos várias dicas para que você seja um exemplo de que a listinha de decisões vai ser cumprida até dezembro de 2017 com louvor. Para isso, cinco dicas iniciais:

1. SEJA REALISTA
Só prometa aquilo que você pode cumprir. Promessas “maluquinhas” ou que dependem de outras pessoas não são bacanas. Por isso, pense bem antes de fazer uma promessa. Avalie se a promessa a ser cumprida durante o ano é grande demais ou demandará um esforço acima do normal. Pense no objetivo não como algo único, mas como um conjunto de pequenos atos a serem praticados.

2. FOCO
Não adianta fazer uma promessa e depois esperar que o universo resolva tudo por você. Arregace as mangas e tenha foco no seu objetivo. Por exemplo, se você prometeu que vai tirar boas notas na escola, não espere o final do ano para começar a estudar, se esforce desde o primeiro dia de aula. A mesma coisa para a academia: não espere o carnaval, o verão, o casamento da amiga para correr atrás do tempo perdido. Vá duas, três vezes na semana e faça isso por você, pela sua saúde, como parte mesmo da sua rotina.

3. BOCA FECHADA
Não precisa sair postando nas redes sociais ou alardeando para os amigos suas promessas de Ano Novo. Lembre-se que a inveja tem Face, Snap, Twitter e Insta, por isso seja discreto

4. PLANEJE-SE
Não adianta ter pressa! É melhor se propor caminhar 15 minutos de segunda a sexta do que se propor caminhar 1 hora todo dia e desanimar na segunda semana. Um exemplo: alguém que se sente estagnado na empresa e tem como meta conseguir um novo trabalho poderia escrever estas etapas.

Meta: Conseguir um novo trabalho na área comercial

Plano de Ação:
1) Atualizar o currículo
2) Conversar com meus amigos e familiares comunicando-os que estou disponível para receber propostas de emprego
3) Fazer um curso de atualização na minha área
4) Fazer cadastro em sites de vagas (SINE, Vagas.com, etc.).

Lembre-se: a montanha é escalada a cada passo. São essas pequenas etapas que farão o todo.

5. PENSE POSITIVO
Em um mundão cada vez mais louco, use seu pensamento como motor para suas conquistas. Vibe positiva atrai positividade. Imagine coisas boas!

Gostou das nossas dicas para começar a fazer a promessa? Então agora vamos te ajudar a escolher o que prometer. O bom de toda virada de ano é que a gente consegue refletir sobre quem fomos nos últimos meses e sobre quem queremos ser. Como dizem por aí, é um livro que recebemos com 365 páginas em branco, onde temos a oportunidade de escrever uma nova história ou mesmo fazer melhorias na que vivemos.

Algumas dicas de promessas/resoluções para quem quer ser uma pessoa melhor em 2017:

1. SER MAIS PACIENTE NO TRÂNSITO
Buzinar, xingar outro motorista, reclamar muito e se exaltar ao volante são atitudes comuns, infelizmente. Se você é um esquentadinho, procure ficar mais calmo. Isso ajuda na fluidez do trânsito, no dia a dia de outras pessoas (que também tem problemas, como você) e ainda evita crimes banais, como brigas e até mortes.

2. CULTIVAR MAIS MOMENTOS COM OS AMIGOS
Busque manter em seu círculo de amizades aqueles que te fazem bem e te ensinam a ser uma pessoa melhor. Há amigos mais chegados que irmãos, então é importante cuidar dos que você tem. Lembre-se: quantidade não é qualidade. Tente organizar a agenda corrida do dia a dia para estar com aqueles que são importantes na sua vida. .

3. SEJA GENTIL COM SUA FAMÍLIA
Em casa estão aqueles que realmente nos conhecem e, mesmo assim, são essas pessoas que sempre estão ao nosso lado para nos suportar na necessidade. Procure diariamente ser alguém bom para sua família. Não trate ninguém mal sem ao menos saber se ele não está passando por algum problema. Convivência demais pode significar mais situações de conflito ou desentendimento. Mas significa também mais histórias e momentos únicos que você está colecionando com quem te quer bem e sabe realmente o seu dia a dia.

4. TENTE SER MAIS CALMO
O estresse dos dias de trabalho, estudo e eventos faz com que a paciência às vezes se perca. Tente encontrar atividades respiratórias ou outros métodos que te deixem mais tranquilo em momentos de pressão, por exemplo.

5. FAÇA O BEM
Seja um voluntário. Não há atitude mais nobre do que doar seu tempo a quem precisa. Busque lares de idosos e crianças e passe a dedicar algumas horas da semana a essas pessoas que necessitam às vezes só de atenção e um olhar de carinho. É difícil? É. Porque todo mundo tem trabalho, trânsito, carro, filhos, marido, esposa… Mas organizando direitinho a agenda, é possível realizar vários sonhos. Se tiver uma ou duas horas por semana, já ajuda. E, se realmente não der tempo, é possível doar dinheiro para várias instituições de caridade. Comprometa-se a mensalmente contribuir para melhorar a vida de pessoas em necessidade.

6. SEJA PONTUAL
Outro ponto que também é difícil para muita gente. Mas alguém pontual é bem visto pelos que o rodeiam. Faça um propósito de ajustar seus horários, para que você comece aos poucos a chegar pontualmente e até mesmo antes de todo mundo.

7. DEDIQUE-SE AO QUE TE FAZ BEM
Procure atividades que te façam crescer. Escolha algo que faça com que você encontre um sentido na vida, muito além de viver aqui e esperar o futuro chegar. Busque entender seu propósito na vida. Aliás, você já parou para refletir sobre isso? O que realmente te faz feliz? Qual atividade você faria mesmo se ninguém te pagasse nada, por puro prazer? O que te deixa leve, te dá paz, faz seu coração bater mais forte?

8. FAÇA ELOGIOS
Você já deve ter lido nas redes sociais que é preciso ser gentil com os que estão ao nosso redor, porque você não tem ideia do que ela pode estar passando. Por isso, procure elogiar as pessoas: você pode estar deixando o dia de alguém muito melhor.

Escolhida uma boa batalha para travar, vamos aos “truques” para desenvolver nossa disciplina e calibrar melhor as resoluções de ano novo. Quebrar grandes metas em pedaços pequenos é um deles. Em vez de se propor uma alimentação 100% balanceada em 2017, por exemplo, prometa a si mesmo não pular o café da manhã.

E vamos ao passo a passo! Pegue papel e caneta (ou o bloco de notas do celular) e comece:

1. REFLITA SOBRE O ANO QUE PASSOU
Tire um tempo para refletir, de verdade, sobre o seu 2016. É o momento de identificar que parte(s) da sua vida precisa(m) melhorar.

2. PONHA AS RESOLUÇÕES NO PAPEL
É uma forma de organizar os pensamentos. De início, tende a ser muita coisa, mas, para aumentar as chances de sucesso, o ideal é escolher um compromisso só. No máximo dois.
Escreva sempre seus objetivos e coloque-os num local no qual sempre possa visualizar; um simples ato que ajuda a reforçar as ideias na sua cabeça. Toda vez que você visualiza a meta, seu cérebro é relembrado de que aquilo é importante.

3. FIXE UMA META DE 12 MESES
Ao escrever suas metas, seja específico! Não escreva apenas “mudar de emprego”. No que você gostaria de trabalhar? No que tem experiência? Ao responder perguntas como esta, reescreva sua meta para algo como “Procurar vagas de trabalho no setor x” ou “Cadastrar meu currículo nas empresas x, y, e z”. Quanto mais específico você for, melhores serão as chances de alcançar sua meta.

Escrever/Decidir emagrecer também é vago. Perder sete quilos é específico. Mas certifique-se de que a meta é realista. Se peso é algo que te preocupa, é provável que já tenha feito dietas, consultado nutricionistas e aprendido a calcular seu peso ideal. Não se proponha um milagre.

4. SAIA DA ZONA DE CONFORTO
Ah, a zona de conforto… Tão deliciosa quanto a sua cama quentinha e macia numa segunda-feira chuvosa. Difícil de sair, né? Mas a zona de conforto é uma das piores armadilhas que se pode imaginar. Quantas vezes você já planejou fazer algo, mas aquilo nem saiu do papel? Monitorar seu progresso o ajudará a saber o quanto você já fez e o quanto ainda precisa fazer. Por isso as metas devem ser divididas em pequenas etapas. Estabeleça prazos para que essas etapas sejam realizadas e se esforce para cumprir estes prazos.

Exemplo: Se sua meta for quantificável do tipo “economizar ‘x’ de dinheiro”, “caminhar 15 minutos por dia”, e etc., você pode utilizar estas medidas (respectivamente dinheiro e tempo) para verificar seu progresso. Quanto dinheiro deve economizar por mês? Quantas horas de caminhada deve fazer por semana?

5. FOQUE NO POSITIVO
Você não quer limitar seu cardápio e sim descobrir alimentos novos e saudáveis para comer melhor. Não vai se proibir de reclamar do chefe desagradável, mas sim andar com a galera que prefere passar seus almoços falando dos avanços que estão fazendo e de cinema, música, futebol, bebês ou bichos fofos.

Mesmo com tudo que falamos, no fim das contas, não há garantia nenhuma de sucesso. Mas se o caminho for bem traçado, o passeio tende a ser mais importante que a chegada.

De qualquer forma, perdoe-se pelas recaídas e não desista! É normal falhar em certas ocasiões durante esse processo de cumprir seu objetivo. Analise os fatores que te fizeram tropeçar e siga executando as etapas novamente. Agora, se as recaídas são constantes, talvez você precise avaliar se esta meta é realista e necessária na sua vida. Cumprir as etapas das metas deve ser algo que o anime, que lhe dê satisfação em fazer. Nem sempre é divertido cumprir uma etapa, mas jamais deve ser algo desprazeroso.

E, ao longo do caminho e de todo ano de 2017, recompense-se! Comemore as conquistas, mesmo as pequenas: cada etapa alcançada é sinal de que você está mais próximo do seu objetivo. E isso é motivo de comemoração! Estabeleça pequenos prêmios para você sempre que uma fase for concluída. Esta pequena recompensa o manterá animado.

Temos certeza que, com essas dicas, você terá um 2017 muito mais proveitoso e, o principal, com mais retornos positivos para aquilo que te faz feliz. Como dizia Albert Einstein, “insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”.

Nós, do Pátio Brasil, também estamos cheios de metas para o shopping no ano que se aproxima. Será o ano dos nossos 20 anos! E as mudanças, que já começaram por aqui em 2016, com nova fachada e área externa toda revitalizada, continuarão em 2017. Estamos juntos no propósito de sermos sempre melhores!

Feliz Ano Novo!